O ano virou, mas não sabe se virou com ele? - Janaina Velloza

janeiro 6, 2020by Janaina Velloza

Sentou hoje, na primeira segunda-feira do ano para trabalhar e disse a si mesmo: “Vamos lá, ano novo, vida nova!” Até abrir o primeiro e-mail e se deparar com uma questão já “velha de guerra” que te abate e te faz pensar se você realmente virou o ano?

Não importa o assunto do e-mail, nem se foi mesmo um e-mail, ou se não foi o primeiro ou o segundo recebido nesta manhã. Coisas podem ter acontecido hoje pra te lembrar que talvez o ano tenha virado, mas nem tudo virou de ano, não é mesmo?

Eu tenho uma notícia pra te dar e ela pode não ser muito confortável: A virada é de sua responsabilidade. Virar o ano em si é ótimo. Eu mesma acho que a época promove revisão, reflexão que geram aprendizados inclusive, mas e daí? O que será feito de diferente por você a partir disso?

Se não parar de fato para pensar sobre isso, a rotina vai te engolir e quem sabe ano que vem, nessa mesma época você se lembre desse artigo.

Não estou dizendo que parar para fazer isso é fácil, talvez até possa recorrer a ajuda profissional para tanto, mas se quiser um ano começando diferente, um ano novo de verdade, vai precisar fazer essa mudança em você primeiro.

Não é seu chefe, seu cônjuge, seus funcionários que precisam mudar quando é você quem não está satisfeito com eles. Eu avisei que não seria confortável.

A insatisfação é sua, a responsabilidade de dar conta dela não pode ser de ninguém mais a não ser de você mesmo.

E agora eu tenho certeza, você está se perguntando: Ok, e como eu faço isso? O que preciso fazer pra promover a mudança que vai acabar com a insatisfação que me assola?

E eu devolvo seus questionamentos a você.

Se eu tivesse a fórmula pronta para te entregar, acho que nem encarnada estaria. Não seria humano ter uma fórmula mágica pra isso, apesar de ter bastante gente dizendo que essas fórmulas existem por aí. Se quiser acreditar em alguma, fique à vontade. Quem sou eu pra te impedir de seguir por esse caminho. Mas não venha me dizer depois ter feito o que fulano ou ciclano fizeram, e não ter obtido o mesmo resultado.

Você é outra pessoa, aliás, não sei se se lembra, mas você é único. Eu creio numa resposta que só você mesmo pode buscar pra si. Ela é pessoal, intransferível, autoral e depende de doses de autoconhecimento.

Escolha um caminho de autoconhecimento pra chamar de seu e obtenha a ajuda necessária pra dar conta de virar o ano – Ops – pra promover a sua virada!

(Texto escrito na primeira segunda-feira do ano de 2020, válido para todas as primeiras segundas-feiras de todos os anos do calendário vigente)

by Janaina Velloza

Formada em Coaching Ontológico pelo Instituto Appana e Woman To Be, analista comportamental formada pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching), membro da ICF (Internacional Coach Federation) em processo de certificação. Idealizadora do workshop “Dando um novo sentido ao trabalho” e do Programa “Coaching no Escritório“, atualmente cursando o Programa Pathwork de Transformação Pessoal.

ENTRE EMContato
Atendimento com horário marcado.
NOSSOEscritório
https://janainavelloza.com/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
SIGANossas Redes Sociais
Acompanhe nossas redes sociais e compartilhe.
ENTRE EMContato
Atendimento com horário marcado.
NOSSOEscritório
https://janainavelloza.com/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
SIGANossas Redes Sociais
Acompanhe nossas redes sociais e compartilhe.

© Janaina Velloza. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Estúdio Copacabana.

© Janaina Velloza. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Estúdio Copacabana.

Abrir bate-papo
1
Precisa de ajuda?
Olá! Posso te ajudar?