Por que as soft skills são tão ou mais importantes que as "hards"? - Janaina Velloza

setembro 28, 2020by Janaina Velloza0

Assista a esse conteúdo feito em parceria com a Alstra Tech clicando no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=6FEthUqAJHY&t=266s

ou leia…

 

Muito ouvimos falar sobre a necessidade de desenvolvimento dos assim chamados “soft skills”, termo usado por profissionais de recursos humanos para definir habilidades comportamentais, sociais e emocionais, competências por assim dizer, subjetivas.

Aquelas que você adquire ao longo da sua vida, com base em tudo o que nela experienciou.

E daí você deve estar se perguntando: Mas por qual razão se fala tanto disso ultimamente?

Cada vez mais o mercado quer saber mais sobre quem você é e o que tem de melhor a oferecer para o mundo e cada vez mais fica menos importante aquela lista infinita de formações.

Com o acesso ilimitado à informação, o que mais importa é como você faz uso dela.

Conhecimento é importante? Sim, sem dúvida alguma, mas não mais tão primordial quanto há alguns poucos anos.

Válido lembrar que empresas já contrataram muito mais se baseando em hard skills, mas demitiram muito mais em função dos softs.

Segundo o fórum econômico mundial, esta é a lista dos soft skills do momento:

  1. pensamento crítico;
  2. criatividade;
  3. coordenação;
  4. negociação;
  5. inteligência emocional;
  6. resolução de problemas complexos;
  7. tomada de decisões;
  8. flexibilidade cognitiva;
  9. orientação para servir;
  10. gestão de pessoas.

Nossa, só de olhar essa lista me dá até uma preguiça. Se você tiver curiosidade de saber o que cada uma delas significa, pode fazer uma busca na internet. Vai achar muito informação.

Mas eu tenho uma notícia boa para te dar. E justamente por isso nem entrarei no mérito de cada um dos itens da lista.

Eu sinceramente acredito que para se trabalhar em qualquer uma delas existe uma que as precede: “Aprender a aprender”.

Segundo Tiago Mattos, futurista brasileiro, apaixonado pelo tema inovação, APRENDER A APRENDER é a habilidade do futuro para lidar com as tão rápidas transformações pelas quais passamos.

Eu não só concordo com ele, como não à toa inclusive trabalho com processos de aprendizagem.

Chamarei “Aprender a aprender” de soft skill ZERO.

Não dá mais pra pensar carreira de forma linear como eu mesma já pensei um dia, precisaremos nos reinventar várias vezes ao longo da vida.

E não só isso. As formas de se trabalhar também já estão passando por mudanças. Imagino um futuro onde realmente as empresas terão como funcionários pessoas muitíssimo estratégicas que vão passar a contratar profissionais por projetos para atendimento de suas demandas.

Eu acreditava que me formando em Direiro seguiria firme, forte e feliz como advogada até morrer. Já mudei dentro e fora da carreira jurídica e há quase 5 anos estou completamente fora dela, inclusive.

Alvin Toffler, escritor e futurista norte-americano citou: ”O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender. “

Este cara tinha visão mesmo. Estava à frente de seu tempo, não à toa era um futurista.

Para aprender a aprender tem até curso em Plataforma de Aprendizagem, mas não se iluda: Somente curso e alguma formação nesse sentido não te bastará para domínio da habilidade mencionada. Não estou dizendo para parar de estudar, veja bem. Jamais.

Como assim, Janaina?

Eu falei dos Soft skills, mencionei alguns, disse a você que antes de todos eles existe um que os precede, que existe até treinamento para desenvolvê-lo, mas o detalhe mais importante eu deixei para o final.

Para desenvolvimento de toda e qualquer habilidade, mas principalmente as comportamentais, as aqui mencionadas como soft skills, você depende de autoconhecimento.

O futuro aponta para profissionais conscientes de que o aprimoramento como pessoa é condição para criar e inspirar culturas organizacionais mais saudáveis e equipes mais eficientes.

Então se até agora você evitou olhar pra dentro de você e achou que esse vídeo ia te trazer uma fórmula mágica, uma solução empacotada para desenvolver soft skills eu tô aqui pra te jogar um balde de água fria.

Fórmula mágica não existe. Se você ouve alguém dizer que sim, desconfie. O que funciona para os outros não necessariamente funcionará para você. Já parou apra pensar que não existe uma só pessoa nesse mundo igual à você?

Por essa razão a resposta para a questão dos outros talvez não seja suficiente para você. A fórmula que alguém testou e funcionou para si não significa irá funcionar para você.

Por isso não acredito no desenvolvimento de nada se não houver um compromisso real de autodesenvolvimento em primeiro lugar.

E autodesenvolvimento pressupõe autoconhecimento.

Mas, de novo, não se iluda (Parte 2): olhar para dentro pode ser doloroso, afinal olhar para o quanto ainda somos falhos nos põem medo, mas este é o preço a se pagar se quer de fato evoluir sob qualquer aspecto da vida, inclusive profissionalmente.

Aliás, esse negócio de pessoal e profissional. Se essa divisão realmente existe muito forte em você, talvez esteja carregando uma máscara pra lá de pesada pra parecer ser o profissional que gostaria de ser ao invés de ser o que realmente é e isso por si só não abre portas para o futuro que almeja. Muito pelo contrário, pode até te deixar doente. Depressão, ansiedade e Burnout são resultado disso.

Se conhecer não é trabalho para se fazer sozinho. Escolha uma dentre tantas formas de realiza-lo e comece.

Ah, só um aviso: Ele não tem fim! Se conhecer é trabalho para vida toda. Mas os benefícios… Experimente e tire suas próprias conclusões.

Não haverá “soft skill” que te tire de jogo se resolver trilhar esse caminho para dentro de si.

“Só se pode alcançar um grande êxito, quando nos mantemos fiéis a nós mesmos. ” Já dizia Nietzsche

E para se manter fiel a si mesmo, conheça-se.https://youtu.be/6FEthUqAJHY

by Janaina Velloza

Formada em Coaching Ontológico pelo Instituto Appana e Woman To Be, analista comportamental formada pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching), membro da ICF (Internacional Coach Federation) em processo de certificação. Idealizadora do workshop “Dando um novo sentido ao trabalho” e do Programa “Coaching no Escritório“, atualmente cursando o Programa Pathwork de Transformação Pessoal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

ENTRE EMContato
Atendimento com horário marcado.
NOSSOEscritório
https://janainavelloza.com/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
SIGANossas Redes Sociais
Acompanhe nossas redes sociais e compartilhe.
ENTRE EMContato
Atendimento com horário marcado.
NOSSOEscritório
https://janainavelloza.com/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
SIGANossas Redes Sociais
Acompanhe nossas redes sociais e compartilhe.

© Janaina Velloza. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Estúdio Copacabana.

© Janaina Velloza. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Estúdio Copacabana.

Abrir bate-papo
1
Precisa de ajuda?
Olá! Posso te ajudar?